39 O que há por trás do excesso de peso?


Olá meninas!

Tenho lido muita coisa sobre excesso de peso e o que leva alguém a chegar a esse ponto. Inclusive o livro Pense Magro.
Acho que muitas meninas estão no caminho certo, unindo terapia à reeducação alimentar.

Estive a pensar nos motivos que me levaram a engordar, emagrecer e voltar a engordar!
E, ao contrário do que muita gente pensa, não é nada fácil lidar com esse problema. Ninguém é obeso porque quer, porque não tem força de vontade ou motivação. Na minha opinião existe muito por trás disso e geralmente são questões emocionais, coisas que estão suspensas em nossas vidas e problemas dos quais não conseguimos nos livrar.

Estive a pensar no meu caso e desde pequena, minha válvula de escape é o chocolate. Eu não comia montes de comida, mas deixava de almoçar quando chegava da escola só para comer chocolates.

Lembro-me perfeitamente de chegar, não tirar o uniforme escolar e sentar para ver meus desenhos com a caixinha de bombons no colo. Quando não era uma caixa de bombons, era suspiro (aqueles que tinham cores e eu escolhia sempre rosinha), bolacha recheada aymoré de chocolate (meu Deus).

Eu chupava aquilo e era um momento mágico para mim! Sim, era mágico.
E eu sei exatamente porque era mágico e o que me incomodava na época, pois é o mesmo que me incomoda hoje.
Não adianta eu querer dissociar a RA da minha vida emocionalmente complicada e delicada.
Mas sabem, tão bom estar aqui hoje a reconhecer o meu problema, aceitar e falar sobre ele. Mesmo que não entre em muitos detalhes, faz-me bem!

Basicamente se refere ao fato de ter sido criada longe dos meus pais. Recebi muito amor, mas muito mesmo. Mas uma criança não entende determinadas coisas e fica sempre aquela sequela.

Nunca imaginei que fosse compartilhar determinadas coisas assim, mas sabem de uma coisa? Ajuda muito!

Sempre fui uma criança mais cheinha (olha a maneira carinhosa de falar.rs). Ganhava sempre muitos bombons, ovos de Páscoa? Eu não ganhava um, ganhava vários, sempre os maiores, será por quê?! rs


Trago comigo até hoje a imagem e a idéia de que me sentar em frente a TV a ver um programa que eu goste muito, acompanhada de minha barrinha de chocolate preto com frutos secos (hoje ela substitui a tal caixinha de bombons) é a melhor maneira de esquecer tudo que me incomoda e ser feliz. Sim, aposto que não sou a única que tem essa idéia de "momento alívio".
Aquele momento em que dizemos UFA! agora eu estou mais calma.

Mas o momento passa e o chocolate deixa marcas, gordura, celulite e muita tristeza impregnada no nosso corpo.

Então hoje, quando sinto essa vontade, eu como um quadrado ou dois e tenho bebido tanta água que até acho graça. Bebo chá, faço os tais sucos que misturam fruta com alguns legumes, faço gelatina diet com iogurte, banana amassada com aveia, como nozes ou simplesmente não como nada.
É fácil? Não, claro que não! É uma luta de mim para comigo.rs
Ponho-me a ler os blogs e as histórias de pessoas que estão na luta, que fazem cada dia de uma vez e outras que já chegaram onde querem e lutam para não voltarem atrás.

Hoje eu acordei pensando nisso e acho que eu deveria ter partido daí, antes mesmo da reeducação alimentar. É difícil encarar certos problemas, principalmente aqueles em que não podemos fazer nada para mudar. Temos então que mudar a nossa reação diante do impacto que o problema provoca em nós. Estou tentando, por vezes consigo, outras não. Mas não vou mais desistir como fiz inúmeras vezes.

E no que depender de mim, ninguém desiste!
Espero que a quinta-feira esteja a correr bem para todas e se por acaso for um dia mais choroso como o meu, não se desesperem, escrevam!

Quanto a alimentação hoje, voltei a comer os meus cereais (evitei alguns dias por causa do tal excesso de carbos) e vamos ver como o meu organismo reage.
 De qualquer maneira, com menos carbos, mesmo das frutas e legumes, me sinto bem menos inchada.
Eu não eliminei os carbos, apenas diminui as quantidades e as porções. Vinha comendo muitas frutas e muitos legumes acompanhados de pouca ou nenhuma proteína.
Então vamos lá ver como fico com a volta dos cereais que adoro gosto muito! (Tenho tentado evitar dizer adoro para comida).

Beijo grande! Vou ler vossos blogs agora!

39 comentários:

Simone disse...

Que fotinha mais linda uma gracinha você quando criança, olha as coxas grossinhas linda...rs...
Amada o que você escreveu hoje é a mais pura verdade realmente o livro nos faz entender muitas coisas e alguns blogs também, por isso, que vejo meu processo de reeducação diferente, antes fazia tudo errado, hoje já penso mais com a cabeça e quando proucuramos treinar nossa mente, tudo é diferente como se fosse novo, por mais que nos sentimos fracassada, mesmo tentando acerta é diferente, pois estamos trabalhando nosso psicologico e não somente pensando em emagrecer, será uma mudança para vida toda e é claro que nosso histórico familiar influência, como nós comportamos na infância é reflexo do adulto que seremos, ou já somos, mas como tudo pode ser mudado, temos essa oportunidade de conserta tudo aquilo que nos faz errar, perante a alimentação e em outras área da vida, como o psicologo Daniel Goleman fala: que tudo é questão de treino e reconhecimento indentificando a área que precisa ser mudada e tendo mudar é questão de tempo e começamos a fazer tudo automatico, mas temos que aceita o que precisa ser mudado, como você mesma citou, acredito que estamos sim no caminho certo, é só questão de tempo e muita paciência, isso amiga tenho que treinar sempre também, por que não é facil, mas vencemos sim e o melhor podemos aqui no blog uma apoiar a outra, tudo fica mais facil, mesmo tendo as dificuldades. BJKSSSS.

Catuxa Mimi disse...

:b um abraço apertado querida... Não vou entrar muito no assunto pq já percebi q n queres, mas estou solidária ctg... A minha mãe spr foi o meu tudo...

Mas é msm como dizes, um dia de cada vez... E nada de desistir!
Estás no bom caminho e CLARO q vais conseguir! Estamos aqui para ti!
Bjos qerida

Joicy Viana disse...

Oi querida. Você esta certa, tudo na nossa vida desde a infuncia um dia poderá ou pode influenciar nossa vida adulta, mas cabe a nós conhecer onde estamos errando pra daí iniciar um ponto de partida para mudanças. E acredito que todas nós estamos no caminho certo, mudando nossa alimentação, apoianndo uma a outra, trocando experiencias, é só nao desistir. Beijos!

Jenifer disse...

no que depender de mim tmb não deixarei ninguém desistir, podemos perder as veze uma batalha, mas a guerra é longa e nós a venceremos! beijo grande

Giovanna disse...

eu sempre escrevo nos meus posts que eu como emoçao, engordei por tristeza, engordei por ciumes , engordei por traiçao, engordei por raiva. Comia mesmo , bebia por raiva e ciumes, sabia que estava errado mas fazia mesmo assim, So emagreci quando parei de comer emoçoes, agora conto ate 10 e penso que não vale a pena, ainda tenho recaidas, mas agora estou mais consciente. um beijo. belo post.
gi

Simone disse...

Te mandei um e-mail, a respeito de dietas, se puder me ajudar agradeço, gosto de opiniões, bjs.

Maria Valentina disse...

Oh! minha linda, vc sempre tão presente em meu cantinho e eu nada por cá. perdão! Estou com a minha miuda melhorando e eu correndo atrás de minha saúde em simultâneo.
Hoje tive cardio, mas bom vim aqui retribuir toda gentileza a mim dispensada e te acarinhar com a minha vista por cá. Teu poster de hj e os demais são fantásticos, gosto imesno da forma q te expressas e de ver tua garra e determinação, parabéns!
Bjão

Simone disse...

Então ler outro e-mail que envie e me diga,bjs.

Fernanda disse...

Amiga minha valvula de escape sempre foi o chocolate e fazia isso até pouco tempo atrás...estou controlada....vamos ver até quando!!!

Jenifer disse...

obrigada por suas dicas, vou diminuir as bergamotas!!!kkkkkkk, respondi la no blog tmb! beijo

Simone disse...

Eu não era uma criança gorda, mas nunca fui magrinha. Minha mãe me achava magrinha, e me deu remédio pra engordar. Pode? Não sou de comer muito, mas amo doces, e assim como vc, troco qualquer coisa por uma barra de chocolate.

Gostaria tanto, que as pessoas próximas a mim entendesse que os gordinhos/obesos, sofrempor serem/estarem assim. E que não é facil emagrecer.

Vms mudar nossa situação atual? Bora lá pra nossa vitória.Bjks

Mallú Pereira disse...

eu também me dou o luxo de ter esses momentos-alivios de vez em quando. Temos que somente cuidar e ser cautelosas.
Beijos

Milena disse...

Que bom chegar aqui e ler um post tão coerente como este. Estou me sentindo exatamente como você descreve no texto, sou a menina que fica feliz com chocolates na frente da tv, inclusive acabei de protagonizar essa cena. Também acho, e já escrevei no blog, que nós que temos problemas alimentares temos um passado (ou até um presente) mal resolvido com familiares. De todas as meninas da blogosfera light que conheci, todas tiveram, ou ainda tem, problemas sérios relacionados a família. Queria muito alguma ajuda para resolver isso (obesidade) de uma vez por todas, mas sei que só depende de mim. O jeito é perseverar, não é mesmo?

Farmacela disse...

Oiiii, querida! obrigada pelo carinho! já listei seu blog lá na minha página e vou sempre aparecer!! Menina, eu digo q como qdo tô triste, qdo to feliz, qdo to de TPM, qdo naum tô!!! É um saco! Eu nasci gorda e tive algumas fases mais magras mas nunca realmente magra!!!

Tereza disse...

Então, sempre é bom desabafar, mesmo que escrevendo, ajuda a gente a ver os problemas por um outro ângulo. Todas nós, ou quase todas temos nossos desencadeadores da compulsão. Precisamos nos conhecer, identificar o que nos faz descontar na comida. Pelo que vejo vc já descobriu o seu. Então bora lá, seguir em frente?
Uma ótima sexta pra vc!!!
Bejus
Tereza

A teimosa disse...

eu tbem cresci comendo comendo e comendo muito doce.. qdo meus pais faziam compra mensal no mercado.. um carrinho dakele grande era só pra doces, bolachas e chocolates..quase nem cabia de tanta coisa ke tinha.. e até hj eu não sei sentar na frente da tv sem alguma coisa pra comer... eu nasci assim...cresci assim... e esse é um habito muito dificil de mudar..fikei trinta e cinco anos nessa.. como parar agora?
Lembro que qdo criança sentava na frente da tv, de pijama (pq chegava da escola, tomava banho pra almoçar e colocava pijama pra dormir um pouco) então sentava de pijama na frente da tv pra assistir sessão da tarde com um pacote de bolacha recheada e uma caneca de leite com achocolatado... o leite nem mexia de tanto chocolate..kkkkk Ou amassava banana com leite ninho, leite condensado e neston.. olha ke maravilha..kkkkkk e é lembrando desses fatos ke tento fazer diferente com meus filhos..se bem que o ke eu tinha que ensinar diante da comida eu ja ensinei..ja estão praticamente criados..rs.. mas é isso... vamos tentando por transformçoes e mais transformaçoes mudar pequenos habitos..quem sabe a gente atinge com isso as grandes conquistas né.. bjokas lindeza..
PS: o mail não chegou mesmo, tenta mandar pra crg1977@live.com

Mabe G. disse...

Olá, boa noite!
Me identifiquei muito com o teu texto, tbm fui criada por meus avós...
Nem tenho muito o que dizer, na verdade vc disse tudo e muito bem colocado.
Continua firme aí... conta comigo.

Abraço

Mabe

Lauren Mellissa - Mell disse...

eu sempre, sempre fui uma criança cheinha, não era gorda de ter obesidade infantil, mas comparado às minhas coleguinhas de escola, eu era a mais cheinha da turma. E pra completar a situação meu sobrenome é GODINHO e na escola ele mudava para Gordinha...pensa numa pessoa que passou ano da vida sofrendo com esse sobrenome. Lembro de quando deveria ter uns 5 ou 6 anos por ai, não gostava de jeito nenhum de ficar em casa usando só um short ou saia, eu me sentia gordinha e tinha que usar uma blusa para cobrir a barriga. Dai na adolescencia, eu deixei de ser a gordinha para ser a gostosa, cheia de curvas, bundão, pernão, tudo o que brasileiro gosta. Mas eu já me achava gorda, eu tinha pneuzinhos na barriga, não era pior porque praticava esportes na escola. Eu nunca tive uma fase magra, tô sempre me achando grande e isso aconteceu ainda hj que já eliminei quase 12 ks, vejo minha fotos atuais bem mais magra, minhas roupas não me servem mais, mas me olho no espelho e me acho gorda. Eu espero profundamente que quando eu atingir meu objetivo final, não desenvolva nenhuma doença de disturbio alimentar.

Expatriada disse...

Ah meninas, tão bom falar sobre esse assunto. Acho que temos mesmo que fuçar na raiz do problema. Claro que o melhor era não mexer, mas tem que ser.

Obrigada por partilharem também comigo um pouco mais da vida de vocês.

Beijo!

Kakau disse...

Oh minha querida! Post maravilhoso e super realista!
Nos falhamos tantas vezes com dietas, efeito sanfona etc e tal, por nao admitirmos nossas falhas, nao associarmos a nossa mente com a RA...
Realmente o livro nos faz enxergar essa perspectiva!
Fico feliz que esteja conseguindo "se encontrar"! Aos poucos vamos dominando a situação e só poderá resultar em sucesso. Obrigada pelo carinho sempre!

A propósito, nessa foto vc estava muito lindinha!! ;)

CARLA disse...

Olá,
Tens toda a razão quando dizes que por detrás do problema está a parte emocional.
Faz-me confusão quando oiço:
- Ah e tal quando ando mais enervada deixo de comer..
Eu sou precisamente o contrário. quando ando mais stressada como este mundo e o outro. Mas o comer muito não é frutinha, iogurtes magros...
O que me apetece é pão, chocolates, bolachas , etc...
fica bem :)

Kinha disse...

oI GAROTA. nÃO É FÁCIL ESSA NOSSA LUTA CONTRA O PESO. aSSIM COMO VOCÊ, JÁ ENGORDEI, EMAGRECI E ENGORDEI DE NOVO. e SEMPRE O FUNCO EMOCIONAL PELO MEIO DE TUDO ISSO. gOSTEI DE SEU BLOG TAMBÉM E JÁ ESTOU SEGUINDO. vMAMOS À LUTA!

Cleidi Wingler disse...

Ei linda obrigado pelo carinho e visitinha lá no meu blog viu!Sempre que quiser fique a vontade a casa é sua kkkkk quanto aos suspiros...ah! o suspiro rosinha que saudades...
bjus.Força e determinação sempre e tudo dá certoooo!!!

Lívia disse...

É muito bacana revisitar o passado e oensar o que foi que deu errado. Só não pode se martirizar por isso. Tem que usar os erros para fazer diferente agora.
E vc consegue!
Bjooo

Daiana disse...

perfeito e verdadeiro seu post minha amiga,acho que o melhor de tudo é sempre termos a humildade para conhecer onde falhamos,onde estão nossas maiores tentações,pois através disso tudo, nos conhecemos melhor e assim saberemos como agir. beijocassss

Ana Christiane (Aninha) disse...

oi amiga...primeiramente, que menininha linda na fotinho heim...muito linda vc!!!
realmente comemos nossas emoções e associamos esse momento "lúdico" de degustar um doce ou um lanche a um momento de escape e felicidade!!!já eu fui criada por meus pais, porém, cresci com problemas entre os meus pais enquanto casal e isso quase culminou na separação deles...ruim uma criança ter de conviver com isso!!! então ia para a casa da minha tia-avó aos sábados e me refestelava nas guloseimas que ela preparava...era uma fuga boa!!! aos 15 anos minha avó morreu e eu mergulhei de vez no mar da gula e entre idas e vindas na balança, cá estou aqui na luta!!! mas identificar a raiz já é um grande passo pra nós e a força de vontade nos fará vencer a cada dia!!! tamos juntas amiga e obgada pelo seu carinho!!! te conheço a pouco, mas já gosto de ti deveras!!bjussssss

Geovana Centeno disse...

guria linda, ontem eu comi castanhas do pará, na dukan não pode sabe, mas como é rico em proteinas e gordura do bem, tasquei umas 4 quebrei com o martelo e comi hehehe, me sacio bastante...

sim realmente não é facil estar gordo, a gente não é gordo, a gente esta gordo,acho que toda a forma de ajuda é valida, terapia, cirurgia, remedio, ra, dietas da moda, pra mim tanto faz, acho que a gente tem é que sair desse estado, claro que com saude, mas tem gente que não consegue e precisa de outros artificios...a minha terapia é o blog e voces, e assim que tenho feito, o que não podemos é perder o foco

guria lembrei dos suspiros coloridos eu tambem pegava o rosinha, mas aqui a gente chamava de merengue hehehe

nossa querida que historia a tua hein, aos poucos tu vai refletindo e vai vendo o que te da mais prazer...fica dificil a gente comentariar sabe, mas o bom foi que tu de uma certa forma desabafou...o blog serve pra isso tambem...te cuida querida

beijos querida e força ai

muito linda tu era pequeninha hehehe, uma fofa linda

Gisele disse...

OIII,BOM DIA MINHA LINDA!OLHA TMB SEMPRE FUI BEMMM GORDINHA NA INFÂNCIA, ADOLESCÊNCIA E VIDA ADULTA.TEVE UMA ÉPOCA EM MINHA VIDA QUE TUDO ESTAVA MTO DIFÍCIL,SÓ A FAMÍLIA NÃO AJUDAVA,SÓ AMIGOS NÃO AJUDAVA,SÓ IGREJA NÃO AJUDAVA, ENTÃO FUI FAZER TERAPIA,TIVE UM ÓTIMO RESULTADO,CONSEGUI ARRUMAR MUITAS COISAS DENTRO DE MIM...MAS AINDA TENHO QUE VENCER A OBESIDADE,HJ CONSIGO TER MAIS TRANQUILIDADE PARA LIDAR COM AS COISAS.VC ENCONTRARÁ O SEU CAMINHO,UM ÓTIMO DIA,BJS.

Priscilla Freitas disse...

Oi querida..

Parabéns pela determinação e por ter resolvido mudar de vida ...

Estamos juntas nessa luta.

Bjão tenha um lindo final de semana light.

Charmosa Poli disse...

Guria... As histórias podem não ser semelhantes, mas os sentimento que fica é o mesmo. E por isso penso... As vezes eu choro por aquilo que fiz algo de errado, em relação as saídas da linha, e para me sentir melhor vou lá e me acalmamo com o mesmo "erro".

É bom escrever e se encontrar em outras histórias ;-)

Um excelente final de semana com solzinho alegre e aquele friozinho
gostos *-*
Beijo Charmoso :*
Poli, diari-decidimudar.blogspot.com

Angélica ;D disse...

oie flor
passando p dexar um beijo
tenha um otimo fds
sua ft liinda qdo criança :a

bjs

Dani de Dieta disse...

Olá, adorei o post, é verdade ninguém é gordo porque quer, há tantos fatores por trás disso, pena que hoje em dia exista muitas pessoas preconceituosas, mas o bom disso tudo é que temos capacidade de mudar..vamos lá...bjo.

Joyce disse...

Oi, Expatriada! Caramba, que história bonita a sua hein...Eu fui vítima de bullyng em diferentes fases da vida. Acredito que todos nós temos algo marcante na nossa vida, seja positiva ou negativamente. Eu me vi, fazia o mesmo que vc...Sentava em frente à televisão comendo bolachas traquinas recheadas, ia o pacote inteiro...Bom é que temos a oportunidade de virar a página. Ah, vc era uma criança linda, viu! Bjos, obrigada e bom fds!

Mel disse...

eu tb acho que é muito importante e necessario falar isso tudo.. sao coisas que ficam presas na gente, vao criando raizes e a gente perde a noçao do quao importantes sao.

que bom que conseguiu falar.

O BEIJO!

Esquadrão Con tra Gordura (Sisi) disse...

Olá amiga,dps de uns dias movimentados estou de volta,agora com mais calma e tu é uma das primeiras q agora tenho q passar,pois me identifico contigo e esse post em alguns pontos é a minha cara,linda eu tbém estou começando a ler esse livro,dizem q é mt bom e espero q nos ajude bastante..ontem dei uma "escorregada" na RA e hoje já tive um pensamento sabotador,tipo,ah se comi aquela sobremesa ontem,já estraguei td e vou comer hj novamente,pensamento triste esse né miga..só q me lembrei do q já li no livro e consegui segurar essa vontade traidora e hj até agora estou lindamente bem comportada,rsrs..bom findi!!bjinhos

Mary disse...

Comer sentimentos é comigo mesma. E pra cada sentimento há um cardápio. Isso é a memória da vida se manifestando. Hábitos antigos que, por experiência, nos traziam sensações de conforto acabam sendo evocados a cada episódio atual que se assemelhe aos do passado.
Tenho trabalhado muito minha cabeça em relação a isso. Pois:
HÁBITOS ANTIGOS, SILHUETA ANTIGA. HÁBITOS NOVOS, SILHUETA NOVA!
Reconhecer essas sensações e momentos é um passo gigantesco rumo ao "pra sempre magra". Fico muito feliz que tens essa consciência.
Um beijo grande. E um abraço virtual, mas beeeem apertado.

Ana Christiane (Aninha) disse...

AMIGA...BASTA DEIXAR O PESINHO NO COMENTÁRIO DO ÚLTIMO POST BJUSSSSS

Saskia disse...

Obrigada por partilhares a tua história. Realmente, "Ninguém é obeso porque quer", e há sempre algo por detrás disso. É por isso que acho que os nutricionistas, caso os tenhamos, devem ser mais do que pessoas que nos dizem o que comer, mas sim tentarem ajudar-nos a perceber o que realmente se passa.

Beijinhos*

VAL- MG! disse...

É realmente existem mts fantasmas atras do peso...pelo menos pra mim e tenho qause 100% de certeza q no meu caso o meu lado emocional + alguma coisa q ainda não sei o q me tira de foco, fácil..fácil...
Mas vamos em frente, pq parada eh q nao podemos ficar né...
bjssss

Enviar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p

P�gina Anterior Pr�xima P�gina Home
 

Copyright © 2012 Petit Po�! Elaborado por Marta Allegretti
Usando Scripts de Mundo Blogger